quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Hoje é o dia em que sou paparicada por todos...

E gosto! :)
Miminhos não me vão faltar!

(Se bem que entrar nos trintinhas está-me a assustar...)

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Um beijo por dia...

...nem sabe o bem que lhe fazia!
                                                                                                                             

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Hoje se tivesse um buraco enfiava-me lá dentro

   Ai, hoje era certo ter-me enfiado dentro de um buraco, bem fundo  para ficar bem escondidinha, se por acaso tivesse algum por perto... Hoje fui buscar a minha pestinha ao colégio e cruzei-me com um amiguinho dela e a mãe. Bem, que impressão me fizeram alguns minutos de conversa com aquela mulher. Uma rapariga com os seus 30 e poucos anos, de rosto bonito e com os dentes incisivos todos negros. Agoniava só de olhar, sem exagero algum. Eu nem sou de reparar muito nos outros (lol) mas há coisas que me chamam à atenção. Estávamos a ter uma banal conversa de mães, falar da educadora, do espaço do colégio, das condições em geral. De repente a minha piolhita interrompe:
  - Olha lá, porque é que tu tens os dentes tão feios?

  - Amor, isso não se diz! (intercedi com um tom de voz baixinho, cheia de vergonha)

  - Mamã mas é verdade! Tu é que dizes para dizer sempre a verdade...

   Fiquei sem reacção. Mas o que podia eu argumentar perante tal resposta? Incuto-lhe a educação que acho correcta e por vezes fico a pensar se será o caminho certo...

    Que vergonha, meu Deus...  As crianças são tão sinceras que até dói. Ela disse o que eu estava a pensar! E eu fiquei tão incomodada com a situação, quanto a mãe do amiguinho dela. Ninguém disse nadinha, a rapariga apenas corou.
   E eu desejei um buraco ali mesmo para me enfiar todinha!
  (lolol)

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

O que é que uma filha diz a uma mãe depois de assistir ao programa Peso Pesado?

"Mamã, tu quando fores àquele programa,  tens de emagrecer só no rabo, não é?

Epah, mãe que é mãe não merece ouvir isto!
(Vou ali ver-me ao espelho e já volto...)

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Preciso de Pausa!

Preciso mesmo! Mas não consigo! O mês de Novembro é para mim e para quem me rodeia dos meses mais agitados. Todos os anos é assim: são festas, festinhas, passeios, aniversários de amigos (o meu também é este mês). Mas eu gosto! Confesso que ando super cansada, estou a ficar cota para noitadas e bebedeiras (lol). Este fim-de-semana foi de caixão à cova, mas sobrevivi a uma noite (quase) sem dormir. Ontem parecia uma zombie, a minha menina passou o dia a perguntar se eu estava doente e confesso que estava um pouco... Fiquei alcoólicamente bem disposta no meio de tanta Jeropiga.
   Foi a noite das tasquinhas, numa terriola aqui perto. O convívio entre os amigos é uma constante e a alegria também. Brincadeiras, piadas, sorrisos, bom ambiente, gargalhadas e acima de tudo o estar com amigos! Gosto mesmo disto!
   Para o próximo fim-de-semana há mais, vem aí a festa do cogumelo. Já começo a ficar preocupada com este andamento todo...mas estou convidada para mais uma noite e não gosto de falhar. :))

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

O último fim de semana foi assim...

Paragem em Almeirim para uma sopa de pedra (muito boa).

Uma saltada à feira dos cavalinhos na Golegã, com direito a comer castanhas à moda antiga. :)

Com direito a ouvir um magnífico fado, na voz de Teresa Valadas.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Gestão por resultados - Boa analogia

Numa cidade do interior, viviam duas mulheres que tinham o mesmo nome: Flávia. Uma era freira e a outra taxista.
Quis o destino que morressem no mesmo dia.
Quando chegaram ao céu, São Pedro esperava-as.
- O teu nome?
- Flávia
- A freira?
- Não, a taxista.
São Pedro consulta as suas notas e diz:
- Bem, ganhastes o paraíso. Leva esta túnica com fios de ouro. Podes entrar.
A seguir...
- O teu nome
?
- Flávia
- A freira?
- Sim, eu mesma.
- Bem, ganhastes o paraíso... Leva esta túnica de linho. Podes entrar.

A religiosa diz: - Desculpe, mas deve haver engano. Eu sou Flávia, a freira!
- Sim, minha filha, eu sei... e ganhastes o paraíso. Leva esta túnica de linho...
- Não pode ser! Eu conheço a outra Flávia, Senhor. Era taxista, vivia na minha cidade e era um desastre! Subia as calçadas, batia com o carro todos os dias, conduzia pessimamente e assustava as pessoas. Nunca mudou, apesar das multas e repreensões policiais.
E quanto a mim, passei 65 anos pregando todos os domingos na paróquia. Como é que ela recebe a túnica com fios de ouro e eu esta de linho? Só pode ser engano!
- Não há nenhum engano - diz São Pedro. É que aqui no céu, adoptamos uma gestão mais profissional do que a de vocês lá na Terra...
- Não entendo!
- Eu explico: Já ouviu falar de Gestão de Resultados? Agora orientamo-nos por objectivos e observámos que nos últimos anos cada vez que tu pregavas, as pessoas dormiam. E cada vez que ela conduzia o táxi, as pessoas rezavam!!!

Resultado é o que importa!!!